Cerimônias de entrega do Selo UNICEF Município Aprovado

 

 

 

 

FORTALEZA/CE

Em Fortaleza, com a presença do Governador do Ceará, três histórias de vida (uma por tema: sobrevivência & desenvolvimento infantil, educação e proteção) marcaram o momento mais emocionante da cerimônia.

Agente Comunitária de Saúde Eucilene da Costa tomou a palavra para contar o que mudou na atenção à primeira infância no Ceará desde que ela era criança em Eusébio/CE, há 30 anos, e como hoje ela ajuda a garantir o direito das crianças a sobreviver e se desenvolver em seu município. 

Em seguida, a professora Antônia Neuma, que há 20 anos era criança em Horizonte/CE e estava fora da escola, hoje garante o direito à educação em municípios cearenses para evitar que a situação que viveu se repita.  

A terceira história fez chorar quase todas as duas mil pessoas que participaram da solenidade.Ramon, 17 anos, um dos adolescentes mais atuantes no NUCA de Aracati/CE, não estava lá. Ele foi assassinado na última terça-feira. Seus colegas de NUCA subiram ao palco, muito emocionados, para contar sua história, enquanto os telões congelavam a imagem do menino sorrindo para a foto tirada semanas atrás. O clima de festa deu imediatamente lugar à consternação, e o minuto de silêncio reverberou mais alto do que qualquer batuque ou música.   

                                                                     

                

 

Após comentar sobre os bons resultados dos municípios cearenses certificados em áreas como mortalidade infantil, abandono escolar e distorção idade-série, disse o Representante do UNICEF, Gary Stahl, minutos depois: “Nos seus municípios, a proporção de adolescentes assassinados aumentou assustadores 62%. Isso significa que 177 a mais crianças e adolescentes entre 10 e 19 anos morreram por causas externas a cada ano. Como o Ramon. Isso tem que parar”.

 

 

SALVADOR/BA

Em Salvador, a solenidade aconteceu no campus da Unijorge. Havia mais de 200 pessoas, incluindo prefeitos, articuladores e adolescentes dos NUCAs dos 28 municípios, que não escondiam a ansiedade e o orgulho.

A solenidade contou ainda com a presença do Secretário Geraldo Reis representando o governador da Bahia e representantes do Senado Federal, Câmara dos Deputados e Assembleia Legislativa da Bahia.

 

O Representante destacou os avanços dos municípios baianos com relação a mortalidade infantil (caiu 14% entre os municípios certificados) e redução de gravidez na adolescência (diminuiu cinco vezes mais do que a redução média no Semiárido), e lembrou que embora o número de crianças que abandonam a escola na Bahia venha diminuindo, a proporção ainda está longe da média nacional.

Ambas as cerimônias foram transmitidas ao vivo: a da Bahia pelo Youtube da Unijorge e a de Fortaleza pelo Facebook. A solenidade de Salvador pode ser vista na íntegra aqui.

 

Os governos de Bahia e Ceará aproveitaram as solenidades para reafirmar seu compromisso com o Pacto Um Mundo pelas Crianças e Adolescentes do Semiárido.

 

 

O UNICEF não endossa marca ou produto. Maple Bear apoia o UNICEF por meio da iniciativa Maple Bear Hug Project.