Maple Bear Brasil The best of Canadian education for a global future.

Acontece na Maple Bear

A educação bilíngue e seu papel de destaque

Capacidade de concentração, vantagens cognitivas causadas pelo espessamento das conexões neurais, desenvolvimento do raciocínio lógico e facilidade no aprendizado de um segundo idioma. Esses são os benefícios que nove entre 10 pais querem para seus filhos durante o período em que estão estudando. Por via de regra, tudo isso é possível com a adesão do ensino bilíngue, sendo que quanto mais cedo a criança for exposta a ele, maiores serão as vantagens.

Mas por quê?

Um estudo feito nos Estados Unidos pela pesquisadora Jennifer Steele, da American University, com crianças do quarto ano, por meio de testes aleatórios, apontou que alunos bilíngues têm performances melhores do que seus pares que estudam apenas um idioma em termos de habilidade de leitura na língua mãe. Pelo impacto do bilinguismo ser maior no estudo do próprio idioma, a pesquisa sugere que o aprendizado de um segundo idioma torna as crianças mais conscientes sobre como os idiomas funcionam no âmbito geral.

A saber, o ensino bilíngue, de fato, é aquele que aplica dois idiomas no ambiente escolar, por exemplo, o português e o inglês. Ou seja, disciplinas como história, biologia e matemática podem ser ministradas nas duas línguas, assim como a comunicação dentro da escola com funcionários de apoio e professores é realizada quase que totalmente em inglês.

A Maple Bear, por meio de sua metodologia canadense, desempenha esse papel na vida dos alunos, de modo que estejam completamente imersivos em um currículo rico em conteúdo e totalmente bilíngue. Até os 4 anos da criança, 100% das interações e aulas são realizadas em inglês, enquanto que, nos 5 anos, 75% em inglês e 25% em português. Já dos 6 anos em diante, passa a ser 50% em inglês e 50% em português, seguindo a legislação vigente no Brasil.

Metodologia canadense

O sistema de ensino canadense, desde sua fundação, em 1867, foi fundamentado no respeito às diferenças e com reconhecimento aos dois idiomas: o francês e o inglês. No fim da década de 1960, o Canadá, por meio do “Languages Act”, estabeleceu o bilinguismo como crucial e determinante para a inclusão e respeito aos direitos de todos os cidadãos do país. Esse movimento marcou o início de uma longa história de pesquisas e dedicação ao desenvolvimento de um sistema educacional verdadeiramente bilíngue, capaz de desenvolver cidadãos não somente fluentes em uma segunda língua, mas donos de dois idiomas nativos.

A imersão

O fato é que não se trata apenas de ensinar um novo idioma como um adendo no contra turno ou inserido na grade como disciplina isolada.  Pelo contrário, o verdadeiro ensino bilíngue promove uma completa imersão do aluno, desde cedo, em um segundo idioma. Neste sistema, se reproduz a forma com que se aprende a língua mãe, ou seja, primeiramente há um período de simples exposição ao idioma, de forma a escutar compreender as primeiras palavras, sons e entonações. Em seguida, a fala entra em cena com interações mais simples e depois com maior complexidade. Neste cenário, a interação com o meio, os colegas e os professores é a grande impulsionadora da aprendizagem, de modo que o aluno entenda as duas línguas de forma simultânea e orgânica.

Além da imersão em si, outro grande diferencial do bilinguismo aplicado na Maple Bear é que o aluno se torna, em conjunto com toda a proposta de ensino, o protagonista do seu processo de aprendizagem da segunda língua. Ele mesmo é quem deve buscar mais informações e referências, além de tirar dúvidas para uma melhor interação em seu meio. É uma mudança radical de paradigma realizada em uma fase inicial do desenvolvimento da criança – o que traz muitas vantagens.

Em suma, o ensino bilíngue genuíno é uma ótima solução para um mundo globalizado e digital, trazendo inúmeros benefícios pedagógicos e para o próprio ensino da língua portuguesa. É ousado, porém permitido, dizer que os alunos de um sistema bilíngue terão a capacidade e o grande prazer de ler os clássicos da literatura de Machado de Assis e os originais de William Shakespeare com a mesma desenvoltura. O mundo mudou e seus novos habitantes exigem também uma nova educação, já que são mais conscientes e autônomos em seu processo de desenvolvimento cultural, pessoal e profissional.

Deixe um comentário

Notícias relacionadas

Maple Bear desenvolve programa de aprendizado para a criação de startups 1

É tempo de pandemia. Mas também é tempo de empreender por meio de iniciativas inovadoras. É tempo de acreditar no que se pode fazer e ir adiante. Por isso, a Maple Bear, em parceria com a JÁ Brasil e a StarSe, criou um programa de cunho cultural e empreendedor, a fim de levar os alunos…

leia mais
Maple Bear estimula o saber em centros de aprendizado por meio da experimentação e o raciocínio lógico

A palavra conexão é um dos alicerces da Maple Bear e sua metodologia canadense, tudo para fortalecer a ligação entre escola e aluno. Como prova disso, as escolas são verdadeiros centros de aprendizagem, onde os estudantes são estimulados a protagonizar o próprio aprendizado por meio da experimentação e busca pelo raciocínio lógico.

leia mais
Escolas Maple Bear desenvolvem atividades extracurriculares em benefício ao aprendizado e à saúde

. A Maple Bear trabalha incansavelmente para que seus estudantes sejam protagonistas do seu próprio aprendizado, podendo contar com o currículo escolar como grande aliado, além das atividades extras e de reforço.

leia mais

Informações e dúvidas frequentes